O que é uma consultoria financeira? Como ela fará seu negócio chegar aos resultados esperados?


A menos que você tenha vivido em uma caverna nos últimos anos, você provavelmente já percebeu que a situação econômica do Brasil não vai nada bem. O cenário atual não poderia ser mais hostil para a classe dos empreendedores. Empresas estão fechando as portas num piscar de olhos, o número de desempregados chega a milhões, e o pior de tudo, poucos são os sinais de uma melhora. Acompanhando essa crise econômica, há uma crise política sem precedentes.  Abrir uma empresa é difícil e podemos afirmar que mantê-la é uma tarefa ainda mais árdua.  Mas como em plena crise político econômica os empresários do Brasil podem se articular para driblar o fechamento do seu negócio?

Dados do Serviço de Apoio a Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) Minas apontam que 60% das pequenas empresas fecham as portas até o segundo ano de existência e um dos motivos apontados é a falta de conhecimento do proprietário em administração e gestão estratégica. Daí surgem as consultorias empresarias, que podem ter diversos focos, como gestão financeira, estratégica, de produção ou até mesmo de inovação.

A consultoria financeira trata-se de uma parceria entre o empresário e o consultor, buscando a melhor forma de administrar as finanças do negócio através das melhores práticas e estratégias de administração conhecidas no mercado e cabíveis ao seu empreendimento. Basicamente, o consultor financeiro vai acessar as informações da sua empresa, seus objetivos para ela, suas metas, a sua visão para a mesma e comparar com a situação em que você se encontra. A partir dai será traçada a estratégia para alcançar os objetivos e a visão que você estabeleceu para a sua empresa. Feito isso caberá a você implementar as estratégias acertadas. Mas mais a fundo, o que ele fará pela sua empresa?

  1. Planejamento financeiro

Um bom planejamento financeiro permitirá a organização das diretrizes do seu negócio estimulando seu crescimento, evitando dificuldades financeiras e desequilíbrios das finanças, além de futuras dores de cabeça, seja com gastos inesperados ou entradas não efetuadas. Ele auxilia no controle das despesas, custos e entradas de acordo com o cenário atual de sua empresa (pessimista, realista ou otimista), através de um plano de ação com metas estipuladas e indicadores financeiros que irão monitorar o crescimento da sua organização

2.Fluxo de caixa

O controle de todas suas finanças é essencial para seu negócio ser sustentável. Parece mentira, mas é muito comum que empresários, por falta de controle, se encontrem frequentemente no vermelho, nem ao menos sabendo para onde está indo para dinheiro do seu negócio. Diante disto, um bom fluxo de caixa registra as operações financeiras diárias, rastreando entradas e saídas, tornando possível esclarecer a situação atual do caixa. Isto é feito através de uma análise o saldo atual da empresa e coletamos os novos dados através de notas fiscais, contas a pagar e receber, utilizando planilhas e/ou softwares específicos para auxiliar nos registros, que permitirão uma ampla visão das suas despesas e receitas.

3. Viabilidade econômica

Estudar a viabilidade econômica da implementação de novos elementos na sua empresa ou saber quanto você precisa gastar para começar um novo negócio são passos fundamentais para não ter problemas inesperados. O estudo de viabilidade avalia o plano de investimento a ser realizado, isto é, quão aplicável é uma ideia no seu negócio ou o quanto é preciso para que sua ideia se torne economicamente viável e lucrativa. Isso ocorre por meio de análises de mercado, previsão de receitas e demandas e indicadores financeiros.

4. Precificação de produtos

Qual o preço do seu produto? Você realmente está lucrando com ele? A precificação de serviços e produtos consiste em determinar o preço ideal para que eles sejam rentáveis e lucrativos. Para chegar aos preços corretos, o consultor analisa fatores como custo do produto, custos fixos e variáveis, lucro almejado e valor praticado pelo mercado.

5. Análise de custos

É imprescindível para uma organização ter ampla visão dos tipos de custos (fixos, variáveis, diretos, indiretos,etc.), despesas, receitas, métodos de custeio e margem de contribuição dos seus produtos/serviços oferecidos para ofertar um preço justo e competitivo no mercado. Analisar os custos é fazer uma descrição detalhada dos riscos e ganhos potenciais de um negócio. Através destas análises e classificações, montamos um DRE (Demonstrativo do Resultado do Exercício), destinada a evidenciar os resultados do seu negócio.

Qual o momento certo para contratar uma firma de consultoria?

Todo momento é um momento certo para contratar um consultor. Seja para um negócio que está começando ou para um com décadas de mercado. O consultor irá ajudá-lo a traçar os caminhos para que sua empresa chegue aonde você deseja.

Como escolher a firma de consultoria financeira certa? 

Simples, verifique as credenciais da mesma. Com credencias eu quero dizer, quanto tempo de mercado ela possui, para quem ela já prestou serviço, quem são os profissionais da firma e qual é a formação dos mesmos. Saiba mais em: 7 dicas para contratar o melhor consultor