A população brasileira tem usado cada vez mais dispositivos móveis. Mais de 12 milhões de smartphones foram vendidos no Brasil em 2017, de acordo com a última pesquisa da empresa IDC. Os celulares inteligentes possuem inúmeras funcionalidades atrativas, entre elas os milhares de aplicativos que facilitam um tanto a nossa vida. Desde apps para o divertimento, até os bancários, cada um possui o seu público.

Sabemos que é imprescindível possuir um site institucional ou de vendas para existir no meio digital. Mas e o aplicativo, será que é mesmo necessário e útil para todas as empresas? Neste artigo vamos te dar algumas razões para ter – ou não – um aplicativo para o seu negócio.

 

Site: sempre!

Os empreendimentos que querem obter sucesso (acho que todos, não é?) precisam investir em um site com domínio próprio. Isso por que é uma plataforma sua, totalmente personalizável e que não depende de algoritmos, como os do Facebook e do Instagram, para as pessoas te encontrarem.

Podemos ver nesse post aqui porque o site não é substituível pelas redes sociais, como aumentar o SEO nos mecanismos de busca e vários motivos para você fazer o site do seu negócio agora mesmo.

 

App: depende!

Ué, se milhões de brasileiros possuem smartphones e utilizam apps quase que o dia inteiro, por que não fazer agora um para a minha empresa?

Aí é que está a questão. Apesar de ser uma plataforma amplamente difundida, existem pontos decisivos que fazem alguém escolher um app para ter em seu celular. Antes de criar um app para a sua empresa, analise se o seu modelo de negócios comporta um aplicativo.

Primeiro vamos pensar nas questões estruturais do negócio: um app demanda atualizações frequentes, suporte técnico e respostas rápidas aos clientes. O que significa que é necessário ter uma equipe especializada em função do aplicativo.

O outro ponto é que o app precisa fazer parte da vida do consumidor. Se for para ser aquele aplicativo que a pessoa baixa, usa uma vez e depois é o primeiro a ser apagado quando a memória do celular está cheia, não vale a pena o investimento. Logo, o app deve ser útil para ser lembrado. Se o app oferecer um atrativo que faça a utilização virar um hábito, aí sim valerá o esforço.