3335-2680 [email protected]

ESTA PAGANDO CARO NA CONTA DE LUZ? TEMOS A SOLUÇÃO!

Sol, praia, verão praticamente o ano inteiro. São características do clima capixaba que encantam qualquer turista que vem ao litoral em busca de aproveitar as belas praias. Já para quem vive aqui, esse clima pode ser bom também para economizar na conta de luz. A princípio, parece contraditório visto que sob o sol forte e o calor, o que mais procuramos é um ambiente com ar-condicionado para nos refrescarmos, então, como economizar?

A resposta é simples, e vem acompanhada com uma dose de sustentabilidade, a final, estamos falando da geração de energia elétrica através de painéis fotovoltaicos.

Atualmente, a geração de energia solar está em fase de crescimento no estado, de acordo com a EDP Escelsa, em 2015 existiam 40 unidades microgeradoras no estado e em outubro de 2016, esse número subiu para 144. O aumento continuou em 2017 e a tendência para o ano de 2018 é aumentar ainda mais, isso porque a geração de energia irá ficar ainda mais barata, pois o estado irá aderir ao convênio 16/2015, do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), que prevê a isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, o ICMS. Essa isenção será para a micro e mini geração de energia, traduzindo, para aqueles que produzem até 1 megawatt(MW) de energia por mês em seu imóvel.

É bem verdade que o custo ainda é um detalhe a parte, o investimento inicial não é barato para quem deseja suprir toda a demanda de uma residência, por exemplo, porém, o que devemos realmente pensar é no custo-benefício, que é o que compensa. Os custos variam, mas para uma residência com consumo mensal na faixa de 250 a 350 kWh/Mês, o preço médio para suprir o gasto seria de 15mil reais.

Portanto, a vantagem está, a médio e longo prazo, pois dentre em média 6 anos de descontos na conta de luz, o equipamento estará pago e então, pelo restante de sua vida útil, que é em media 50 anos, você irá economizar!

ENTÃO, COMO FUNCIONA A GERAÇÃO DE ENERGIA SOLAR?

O processo, em resumidas palavras, é simples. Primeiro, os painéis solares instalados irão captar a luz do sol e a transformar em energia elétrica, a partir daí, um aparelho chamado inversor solar, irá converter a energia dos painéis em energia elétrica para ser consumida em seu imóvel. Essa energia vai do inversor para o quadro de distribuição e assim é distribuída, reduzindo a quantidade de energia necessária de ser adquirida junto à concessionária.

Sendo assim, os dias quentes e ensolarados podem ser excelentes para o seu bolso, afinal, com uma economia dessas, até mesmo usar o ventilador e o ar condicionado pode sair em conta!