Imagine que você tem uma empresa que por muitos anos funcionou com a boa e velha prospecção ativa, conseguia seus clientes por meio de panfletagem, Cold Calls e indicações. Uma prospecção que demanda gasto de energia e nem sempre traz os resultados desejados. E quando você olha para seu concorrente, clientes chegam com uma facilidade muito maior. A grama do vizinho parece estar mais verde, mas o que o vizinho tem feito para que ela fique tão bonita?

As respostas estão nas estratégias usadas pelas grandes empresas para para atrair, engajar e passar a confiança necessária para fazer com que o cliente os procure e queira fechar um contrato. Essas estratégias quando feitas pela internet são chamadas de Marketing Digital, onde relacionamentos são construídos e vendas são feitas por meio da confiança. Tendo em vista que 126,9 milhões de pessoas no Brasil usam a internet (TIC Domicílios), o investimento nesse meio de comunicação deve ser considerado.

Mas não é só uma conta no instagram que fará chegar muitos pedidos de orçamento por mês no seu E-mail, Marketing digital vai muito além disso. Nós da CT Junior temos ciência do quanto isso pode ajudar a você impulsionar suas vendas e aumentar os seus lucros, e queremos que você saiba disso. Por isso, separamos as 5 ferramentas mais utilizadas pelas grandes empresas para impulsionar os negócios.

1- WEBSITE

Se você visa o crescimento da sua empresa nas plataformas digitais ter um site é fundamental. Com ele você apresenta uma imagem profissional de sua empresa, passa credibilidade para seus potenciais clientes e abre as portas para o marketing Digital. A facilidade para a realização de algumas ações e o conforto transmitido para o cliente ao encontrar uma informação sobre sua empresa que ele estava precisando aumentam as chances da procura para fechamento de um negócio.

Além disso, como dizia o velho ditado popular: “Todos os caminhos levam a Roma”. Trazendo para o nosso contexto, existem vários caminhos como as Redes sociais, Indicações e até mesmo um canal no Youtube, que depois de cumprirem suas funções de fazer com que o consumidor daquelas mídias se interessem pela sua empresa, devem levá-lo para “Roma”, onde terão a oportunidade de continuar o caminho para o fechamento do contrato, que no caso é o Site.

No site ficam localizadas as Landing Pages, páginas que pedirão algum tipo de informação dos leitores em forma de formulário. Existem tipos de Landing pages diferentes para cada objetivo, se seu cliente chega a seu site pelo Instagram já sabendo o serviço que quer , por exemplo, é válido levá-lo a uma landing page com o tema de “Como podemos te ajudar” ou então “Agende uma reunião”.

Outro exemplo de Landing Page se relaciona ao Marketing de conteúdo, onde existe todo um processo para fazer com que o leitor, a partir das informações que você fornece, se interesse pelo seu serviço. Nesse modelo, em troca de algum tipo de material (Chamado de Material Rico) como um eBook, ao preencher o formulário o cliente entra em seu banco de dados, e assim, o contato que você pode vir a fazer com ele se torna muito mais assertivo que uma simples Cold Call.

Impossível falar de Marketing de conteúdo sem citar o Blog. Então vamos para nosso próximo tópico.

2- BLOG

“O bom conteúdo é a melhor ferramenta de vendas do mundo”, esta citação de Marcus Sheridan pode explicitar o poder que o blog tem para seu negócio. Como uma das ferramentas mais importantes do Marketing de conteúdo, o blog tem o poder de fazer com que pessoas que lêem seus artigos por alguma curiosidade, possam se tornar seus clientes.

No marketing digital existe uma espécie de processo dividida em três etapas, esse processo é chamado de Funil, as fases são topo, meio e fundo. Na medida em que os leitores vão conhecendo mais sobre os assuntos e descobrindo novos problemas, eles vão descendo no funil. O fundo de Funil é onde estão as pessoas com maiores probabilidades de fecharem um negócio com a sua empresa.

A função do Blog é atrair, engajar e transportar leitores através dessas três fases, até que ele se torne alguém com um potencial muito grande de compra. Para cada fase do Funil devem ser escritos conteúdos específicos e pensados em toda a jornada, com planejamento e programação, e no final dos artigos sempre deve existir uma Call To Action (CTA), algo que não permitirá com que o leitor não tenha para onde ir depois.

As Calls to Action podem estar atreladas a assinatura de uma News Letter, ao Download de um eBook ou a qualquer outro tipo de material rico, algo que ao término da leitura, poderá gerar o interesse de dowload de um material complementar. O leitor fornece os dados dele, e sua empresa disponibiliza conhecimento.

Com dedicação e comprometimento para manter a frequência do blog e produzir artigos de qualidade, sempre de olho no SEO (estratégias para que seu site fique no topo nas listas de rede de pesquisa) o uso do blog pode ser uma ótima alternativa para substituir o antigo modelo de prospecção ativa. Os resultados vem a longo prazo, mas as vantagens são consideravelmente grandes.

3- REDES SOCIAIS

Hoje em dia é difícil encontrar alguém que não tenha Facebook, instagram ou Whatsapp, cada vez mais as pessoas buscam estar conectadas e adquirir informações, e cada vez mais essas informações estão sendo buscadas nas diversas redes sociais existentes. Entregue informações pras pessoas certas, no momento certo e no meio de comunicação correto, esse meio de comunicação pode ser uma rede social, não queira estar longe delas.

Como tudo no Marketing Digital é ligado, é preciso pensar em suas redes sociais trabalhando em conjunto com seu site, blog e todas outras ferramentas que são usadas em seu plano de Marketing como uma coisa só, um deve se ligar ao outro. Se você tiver vendendo um serviço, por exemplo, sua maior chance de converter pessoas em clientes é pelo Site, a rede social servirá como uma ponte para ele.

Além disso, quando dúvidas nas pessoas que não conhecem muito bem a empresa são criadas, a procura por informações e referências da empresa aumenta, e provavelmente sua página na rede social favorita do cliente será procurada. Esteja preparado para isso com sua página bem consolidada e organizada, dessa forma, você dará um passo a mais para a conquista daquela pessoa.

Na maioria das redes sociais, fatores como relacionamento e frequência de postagens são essenciais para que ela cresça. Assim como o blog, se você quer ser visto, é preciso trabalhar para isso, é aconselhável a montagem de um cronograma de postagem. Existem muitas ferramentas na internet que podem auxiliá-lo a isso. Também, interagir com outras pessoas é importante, comente, responda comentários e curta publicações, assim, mais pessoas poderão notar sua empresa.

4- ANÚNCIOS

Pense agora que você saiu com sua família para um passeio de três dias em uma cidade nova que não conhece muito bem, de repente, todos ficam com fome e têm a ideia de pedir uma pizza, você, com toda tecnologia que têm em suas mãos digita no google a palavra “pizza”, provavelmente vai ligar para uma das pizzarias que aparecerem no topo da rede de pesquisas, assim como a maioria das pessoas. Mas, como atingir esse topo?

Existem duas maneiras de atingir o topo da rede de pesquisas do Google, uma delas é por meio do SEO, o que necessita de um trabalho de longo prazo, outra maneira é utilizar os anúncios do Google Ads. O google Ads é uma das ferramentas mais utilizadas pelas grandes empresas para conseguir clientes nos dias atuais.

Com o Google Ads, você tem ferramentas de segmentação que aumentam as chances de que o público que se mostra possível comprador do seu produto veja o anúncio, se você ainda não utiliza, pode estar ficando para trás.

Além disso, existem várias metas dentro do Google Ads que ajudam a campanha alcançar o sucesso de acordo com seus critérios, como reconhecimento da marca, promoção de aps e vendas, tudo depende do seu objetivo. Com uma campanha feita da maneira correta, com um bom estudo realizado, o retorno desse investimento pode se mostrar muito vantajoso.

Existe também o Facebook Ads, plataforma de anúncios que permitem a realização de anúncios no Facebook e no instagram. Dependendo do tipo de produto que você vende, o Facebook Ads também pode ser vantajoso. É mais barato que o Google Ads e oferece mais ferramentas de segmentação.

5- EMAIL MARKETING

O E-mail marketing é uma das principais maneiras que a sua empresa poderá utilizar para fazer contato com os seus clientes, como visto anteriormente, está ligado a outras formas do Marketing Digital. Pode ser usado com várias finalidades como a qualificação de novos clientes, o envio de conteúdos ricos em troca de dados e pós-vendas.

Imagine agora sua empresa já trabalha com as 4 formas de marketing citadas anteriormente. Alguém encontra seu site por meio de um anúncio no Google, mas não está no momento de compra, decide ler um artigo que você considera topo de funil. 

Gosta do assunto e decide baixar um eBook que você disponibilizou. Para isso, ele te entrega o nome e a conta do e-mail, baixa o eBook e sai do Site ainda no topo do Funil. É preciso fazer com que ele avance as fases e chegue ao fundo, mas como?

O envio de novos conteúdos para que esses clientes não se percam pode ser feito por e-mail, esse contato é importante também para evitar que possíveis compradores do seu produto que ainda não estão no momento de compra cliquem no seu anúncio e se percam, tendo em vista que esse clique vai te custar uma parcela do orçamento.

Quando recebidos, por e-mail, esses artigos podem se tornar pontes para a transição no funil. Mantenha um relacionamento com o seu cliente e se mostre presente para ele, mas sem que isso se torne algo exaustivo, tenha sempre bom senso.

É muito mais fácil manter clientes do que conquistar novos. Para manter clientes é preciso fidelizá-los, certifique-se que seu trabalho está sendo bem feito, ou seu produto está sendo entregue com qualidade, deixe uma boa impressão para ele. Tendo feito isso, é hora de fazer com que ele lembre de você para que possa reconsiderar a ideia de fazer um novo contato.

Com o e-mail marketing você pode, enviar conteúdos, mensagens de aniversário, convites para eventos, e fazer com que seu cliente saiba que sua empresa não se importa apenas com o dinheiro dele. Com certeza se lembrará de você quando ele, ou algum conhecido precisar de um serviço que você realiza ou um produto que vende.

 

Escrito por Juan Schineider Liberato, Gerente de Marketing CT Junior.

[email protected]

Ir ao topo