Muitas vezes temos o desejo de começar algo, mas não sabemos como começar. Isso também acontece com a construção de uma casa. Entre tantas coisas a serem feitas, por onde começamos?

A casa própria é o sonho de muitas pessoas, que, buscando fugir dos aluguéis, procuram na construção civil a resposta dos seus problemas. Além disso, a possibilidade de construir do zero uma casa personalizada de acordo com as suas necessidades é um convite tentador, contrapondo a compra de um imóvel já existente.

Entretanto, é importante lembrar que uma obra é influenciada por vários fatores, e antes de ser iniciada é necessário um bom planejamento, evitando assim problemas futuros com o orçamento, o tempo e necessidades de consertos e retrabalhos.

Hoje em dia, em diversos países desenvolvidos, o tempo de planejamento dura até mais do que o tempo de construção de fato da edificação, obtendo menos gastos desnecessários, menor tempo de obra, menor geração de resíduos e menos retrabalhos, melhorando a qualidade final da casa. Para te ajudar nessa dúvida, preparamos um passo à passo com 5 dicas de como iniciar a construção da sua casa, são elas:

1. Encontre seu terreno

2. Realize os projetos da edificação

3. Encontre uma boa equipe para a execução

4. Faça um orçamento prévio da sua obra e veja se ela cabe no seu bolso

5. Pense em sustentabilidade e em alternativas diferentes! 

 

 

1. Encontre seu terreno

O terreno é uma peça fundamental de uma construção. Para encontrar o seu terreno ideal, pesquise sobre os bairros e vizinhanças que gostaria de morar e pesquise sobre a sua infraestrutura, verifique se nessa localização possui rede coletora de esgoto, água tratada encanada e rede elétrica.

A presença ou ausência dessas redes influência na sua construção e no bem-estar de sua família. 

Além desses fatores, fique atento à documentação do terreno em questão, para não ser surpreendido com pendências antigas e necessidade de regularização da escritura, e à presença de desníveis e à qualidade do solo, esses fatores podem encarecer mais sua obra, então garanta que seu terreno tenha uma boa qualidade.

2. Realize os projetos da edificação

Para garantir a qualidade da sua obra, é essencial a realização e execução dos projetos da edificação.

A realização dos projetos arquitetônico, elétrico, hidrossanitário e estrutural são fundamentais para a segurança e economia da sua construção, sem eles sua edificação pode correr riscos de desabamento e curtos circuitos, ter maior ocorrências de infiltrações e mal cheiro, dentre outros. 

Logo, é recomendada a procura de um profissional registrado para desenvolver os projetos de acordo com a legislação vigente e evite problemas futuros.

3. Encontre uma boa equipe para a execução

Um fator imprescindível para a qualidade da obra é uma boa equipe. Além de evitar retrabalhos e desperdícios, se cercar de bons profissionais minimiza muitas dores de cabeça e dinheiro.

Um investimento maior inicial pode ser mais vantajoso à longo prazo, não se esqueça que muitas vezes o barato sai caro.

Busque referências com pessoas de confiança e se certifique sobre a credibilidade de quem você está contratando.

4. Faça um orçamento prévio da sua obra e veja se ela cabe no seu bolso

O primeiro passo para começarmos a analisar a viabilidade da obra, e se será possível tirar esse sonho do papel, é estimando quanto será necessário para realizar a obra.

Para isso, possuímos algumas ferramentas, como o CUB, Custo Unitário Básico da Construção Civil, que é uma estimativa de custos para construir uma edificação por unidade básica, como o metro quadrado, feita pela CBIC, Câmara Brasileira da Indústria da Construção, em vários Estados do país.

Índices como esses são importantes para uma primeira idéia de investimentos a serem feitos e sua viabilidade, sendo complementado posteriormente com um orçamento detalhado, que leva em consideração pesquisas de preços de materiais, insumos e gastos diretos e indiretos da obra, bem como elaborar o cronograma da obra, que também influencia no seu custo.

Assim, é possível saber se a obra é algo palpável para o momento, evitando a ocorrência de paralisação da obra por falta de verba durante a construção ou de imprevistos financeiros e superfaturamento.

5. Pense em sustentabilidade e em alternativas diferentes!

Uma forma de diminuir o custo da execução da obra e de garantir o conforto na edificação é optar pela sustentabilidade.

Existem inúmeras pesquisas em inovação de novos materiais e de novas técnicas construtivas que já estão disponíveis no mercado e que podem agregar na construção da nossa casa.

Otimizar e aproveitar os recursos naturais também é uma boa forma de economia financeira à longo prazo, abusando da iluminação e ventilação natural, áreas verdes, captação e reaproveitamento da água da chuva e a exploração de energias limpas, como a energia solar. 

Saia um pouco da caixa e pense em novas soluções para sua casa, além de gerar uma identidade singular, você contribuirá para o meio ambiente e para a dissolução de novas tecnologias.

Seguir esse passo a passo é essencial para o início da construção de sua casa. Leia mais sobre assuntos relacionados em nosso Blog, e receba nossos conteúdos inscrevendo-se em nossa Newsletter.

 

Escrito por Larissa Ribeiro Pais, Diretora de Construção Civil CT Junior

[email protected]

Ir ao topo